Boletim Contábil Sumaré • Edição 129 • Abril 2017  
  "A terceirização é um fator de geração de emprego"  
     
 

A afirmação é de Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae. Ele acredita que a aprovação do projeto é uma oportunidade para o surgimento de atividades para novos empreendedores

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, comemorou a regulamentação da terceirização, aprovada no dia 22 de março pela Câmara dos Deputados.

Afif é defensor do modelo e acredita que a contratação de empresas terceirizadas é uma das saídas para a crise.“A terceirização é um fator de geração de emprego. É uma oportunidade para o surgimento de muitas atividades para novos empreendedores que hoje são trabalhadores. O operário vira empresário”.

De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae, 41% dos donos de pequenos negócios acreditam que poderão aumentar o faturamento com o fornecimento de serviços terceirizados.

“A terceirização irá permitir que as empresas participem de cadeias produtivas como prestadoras de serviços especializados ou tenham contratos de trabalho que sejam adequados às modernas relações que a CLT não contempla e traz insegurança jurídica”, afirma Afif.

“A regulamentação da terceirização não deve ser confundida com a precarização da força de trabalho. Precarização é a falta de trabalho”, diz o presidente do Sebrae.

Entre os pequenos negócios que veem oportunidades em oferecer serviços para as médias e grandes empresas estão os de reparação de veículos e de equipamentos, de promoção de eventos, os de serviços de transporte e hospedagem e os ligados à construção civil.

As atividades ligadas à educação também são vistas como promissoras para oferecer serviços terceirizados.

Fonte: Diário do Comércio

 

 

 

 
 
Siga-nos no Facebook:
 
 
Tel.: 11 3673-6844 • www.contabilsumare.com.br
Layout: HR Design
Se você não deseja mais receber nosso Boletim Informativo, cancele seu recebimento, Clique Aqui